min_lafersamin_lafersa


det_lafersadet_lafersa linkproj_livro_institlinkproj_livro_instit
Arquitetos:
Sylvio E. de Podestá e Maurício Meirelles
Local: Contagem - MG  |  Projeto: 1999
Área: 47.000,00 m2


O Centro de Convenções e Feiras, participa efetivamente da reformulação urbana do antigo centro industrial de Contagem, complementa o complexo Itaú Power Center, fornecendo aos seus usuários diversos uma enorme gama de serviços e lazer, além de hospedagem e turismo, em áreas adjacentes e projetadas especificamente para cumprir suas funções.

Sabe-se que as diversas feiras mundiais se estabelecem em determinadas cidades pela sua capacidade de oferecer transportes, serviços diferenciados, hospedagem de diversas categorias, capacidade de acesso rápido e estacionamento com eficientes pátios de carga e descarga, além de guarda temporária de produtos de montagem, containers e depósitos “entre-feiras” a preços competitivos em relação ao custo metro quadrado locável. Estes fatores são mais determinantes que propriamente o conhecimento nacional ou internacional das cidades.

Notadamente algumas cidades se destacam no cenário mundial com  eficientes parques de exposições e convenções pelo constante aperfeiçoamento dos mesmos a níveis físicos e por fornecerem um mix de produtos que vão da qualidade das exposições às melhores opções de lazer e compras, além da boa e diversificada hospedagem, como já foi dito.

Este CENTRO colocará Minas e Contagem no cenário nacional e internacional de Exposições, Feiras e Convenções por estabelecer a melhor relação custo/benefício para o empreendimento e para o expositor - tanto por sua localização como por permitir, ainda no seu planejamento, acrescentar ao complexo diversos serviços em uma mesma região e corrigir as deficiências encontradas em outros centros aqui e no exterior ou por falta de novos investimentos ou por projetos ineficientes resultantes de estudos equivocados.

Contagem das Abóboras é uma região industrial e comercial, local de fluxo de pessoas e mercadorias.

A partir da mudança do centro industrial para outros locais, necessária no processo de modernização das fábricas e ampliação de áreas disponíveis à implantação de novas empresas, o antigo centro industrial passa por um processo de degradação dos seus equipamentos produtores e de necessidade de reformulações urbanas que culmina com o fechamento de uma de suas primeiras industrias, uma antiga fábrica de cimento, e inicia uma nova e esperada fase de modificação urbana do antigo e tradicional Cinco.

Podemos dizer que a pedra fundamental é a construção do Itaú Power Center (projeto de nossa autoria). Com a construção do Power Center e as consequentes mudanças propostas pelos diversos relatórios de impacto, abre-se para a região a possibilidade de se transformar rapidamente em um grande centro de serviços, lazer, entretenimento e hospedagem, além de se preparar para receber indústrias limpas como informática, ensino, turismo de negócios, etc.

O Centro reforça estas mudanças, mas também coloca o Estado em condições de receber grandes eventos na área, de dar continuidade e suporte aos novos empreendimentos que certamente surgiram  induzidos por estes centros. Seu programa e seus equipamentos deverão, portanto, ser resultados de um minucioso estudo, planejamento, projeto e gestão.


PROGRAMA

Centro de Serviços: Localizado no triângulo formado pelas duas avenidas lindeiras e pela área de proteção ambiental do Córrego Ferrugem, possição privilegiada em relação aos dois complexos:  centro de compras e lazer e centro de feiras e convenções. Agrega torres de escritórios, Apart Hotel, pilotis de serviços, ginástica e lazer, shopping de serviços e um grande Hall que distribui o público para as diversas atividades e ligando-se à estação de monorail e passarelas que conduzem à Praça Central do conjunto. Garagens compatíveis com o empreendimento se localizam nos níveis inferiores e em topografia adequada.

Praça Central: Principal elemento aglutinador do complexo. Ali se localizam a maior estação do monorail, paradas de táxis e ônibus municipais e intermunicipais, divulgação, meeting point, vendas de ingressos, portarias diversas, sinalização macro, servindo como rótula de circulação para o Centro de Serviços, de Convenções, Hotel e Centro de Exposições e Feiras.

Centro de Convenções: Projetado para receber até 7 mil pessoas simultaneamente, funciona em completa sintonia com os diversos eventos ou necessidades dos equipamentos vizinhos e pode, individualmente, receber Congressos, shows e grupos outros que necessitem de espaços diversificados através de seus equipamentos de apoio, - do teatro/auditório, reuniões, foyer e recepção, etc. - devidamente projetados para a demanda proposta, além de garagem capazes de suprir suas necessidades.

Ligado ao Hotel 5 estrelas por praças em terraços ou por passeios inferiores.

Hotel: Em dos vértices da área em questão, permitindo particularizar seus acessos e serviços, garante conforto acústico e contemplativo pela proximidade da grande área verde preservada, este hotel com os equipamentos que sua categoria exige, ainda fornece espaços aterraçados cobertos e descobertos para recepções e festas complementares ou não aos eventos do Centro. Sua proximidade com o Cento de Convenções amplia seus serviços e permitem amplo conjunto de atividades.

Centro de Feiras/Deck Park: Formado por 3 pavilhões com possibilidade de usos diversos, interligados, além de equipamentos  responsáveis pela sua infra-estrutura funcional e administrativa. Acessados pelo monorail, ruas internas e caminhos urbanizados que se iniciam na Praça Central Coberta.

O Pavilhão anexo a Praça Central, de uso múltiplo, será equipado de forma a servir como local de convenções, espaço para shows e encontros diversos, ampliando ou duplicando as atividades realizadas no Centro de Convenções.

Grandes docas e pátios de carga e descarga, área de containers e depósitos diversos complementam e qualificam os serviços do Centro.

Acesso controlado para cargas e acessos diferenciados para autos e pedestres organizam os fluxos. Em anexo, edifício de garagens (deck park) ligado através de passarelas ao conjunto, dão suporte ao fluxo de veículos particulares, pela avenida lindeira ao Córrego Ferrugem e parte da macro ordenação do tráfego local.
Monorail: Além do seu atrativo próprio e do seu percurso entre pavilhões e a praça Central, o Monorail permite a importante ligação com o Power Center, fazendo a troca desejada de públicos através de percursos aéreos.

É um importante equipamento estratégico e de fluxos, personificando os investimentos e complementando os diversos modos de transportes anexos ou próximos aos empreendimentos.
Um projeto como este deve ser resultado de esforços diversos, públicos ou privados, que além de terem sustentabilidade própria através de sua correta concepção e gestão são importantes elementos indutores na revitalização de áreas urbanas, produtores de renda municipal e estadual, produtos de requalificação da qualidade de vida das cidades.

Copyright