Revista Vão Livre


Órgão de Cultura e Divulgação do IAB/MG,
Suplemento mensal do Informador das Construções

Diretor: Benito Barreto
Equipe Editorial: Reinaldo Guedes Machado (presidente do IAB/MG), Álvaro Hardy, Éolo Maia, Joel Campolina, José Eduardo Ferrola, Ronaldo Masotti Gontijo, Francisco Moreira Andrade Filho, Cid Horta, Marcus Vinicius Rios Meyer, Maurício Andrés Ribeiro, Miguel Resende Vorcaro, João Antônio Diniz e Sylvio Emrich de Podestá.

--


Número:. 0                               Número:. 1                            

--

Vão Livre nasce da ânsia em romper quase duas décadas de isolamento. Começou com uma proposta do colega Éolo Maia que vingou pelo apoio do Instituto de Arquitetos do Brasil - MG e do Informador das Construções, o suplemento mensal pretende comunicar reflexões, trabalhos e dúvidas não só aos diretamente ligados ao desenho do espaço para as comunidades, instituições ou pessoas, mas também dos que, a despeito da demanda atual, ainda se preocupam com o destino das sociedades e seus assentamentos.

Ausência tão prolongada requer novo treino em informar e dialogar. A experiência irá delineando modelo editorial capaz de tornar Vão Livre mais que um nome, realmente uma possibilidade de maior abertura.

Este primeiro número é mais um reencontro de gerações, colegas e amigos. Juntos decidiram homenagear, em tema central, o professor e arquiteto que foi Sylvio de Vasconcellos.

Entretanto, é Ronaldo Masotti Gontijo quem propõe a retomada dos discursos, a partir da análise de possíveis rimas para arquitetura - fechadura, ditadura ou abertura - num convite à poesia há tanto sufocada, mas ainda se manifestando como alarma para o maior drama ecológico de Belo Horizonte, a destruição de sua memória natural. O ensaio tapume e a contribuição dos futuros arquitetos, inaugurando seção fixa para a arquitetura emergente.

Vão Livre se definirá a cada número, a partir da formação da equipe responsável pelo tema central, que estará sempre aberta a novas adesões, evitando-se tornar o suplemento porta-voz de panelinhas se revezando na exibição de seus produtos. Para isso, é fundamental maior número possível de participação e contribuições dos interessados em lançar novas idéias, divulgar trabalhos e mesmo retomar a discussão de assuntos, já publicados.

A equipe editorial atual vem se reunindo as terças, as vinte e trinta horas, na sede do Informador. Apareçam, Vão Livre propõe participação, e é grande a responsabilidade do cidadão arquiteto na construção da comunidade consciente, capaz de decidir, por si e para si, o melhor para o país, a cidade, o bairro, a casa.


(Editorial - Vão Livre No. 0 / Junho de 1979)

Copyright